Você sabe como se fabrica políticos?

Bote tento nos quadros abaixo e  vamos colocar em discussão, a imensa quantidade de políticos que temos que sustentar. Vamos ver como se fabrica político! Como o indivíduo político não se cria do nada, a incubadora destes seres, chama-se; criação de Estados. Ou seja, (ironia) político é uma célula que mediante “mitose/meiose (*) , consegue gerar mais elementos de sua própria  espécie. Senão, qual são os motivos que levam os políticos criarem Estados sem as mínimas condições destes se sustentarem?

(*) mitose/meiose é um tipo de divisão celular que ocorre desde o surgimento da primeira célula do bebê (célula-ovo ou zigoto) até a nossa morte…. – Veja mais em https://educacao.uol.com.br/disciplinas/biologia/mitose-e-meiose-os-dois-processos-de-divisao-celular.htm?cmpid=copiaecola
Os repasses são previstos pela Constituição e seria uma maneira que os “constituintes” pensavam em ajudar o desenvolvimento do país. Mas o que hoje vemos, serviu só para ajudar a crescer a casta política.

 

O quadro demonstra o quanto a maioria dos Estados Brasileiros são pobres. Mas, porque os outros Estados que trabalham de sol a sol, são obrigados pelas ações políticas, Leis e Constituição a pagar para Estados tão pobres e tão carentes de recursos? A única coisa que podemos ter como certeza é que, criar Estados, aumenta nas costas do trabalhador Brasileiros a obrigação de carregar nas costas milhares de políticos.

A cada Estado criado,  gera-se: prefeitos, milhares de vereadores, centenas Deputados Estaduais, dezenas Deputados Federais, Governadores, Senadores, e toda a equipe de funcionários, apaniguados, parentes e seus congêneres, que serão criados pelos  poderes ditos “Republicanos” que são: , Executivo, Legislativo e Judiciário e todo seu séquito que tão bem conhecemos. Nos dá a impressão que o objetivo principal, não é gerar o desenvolvimento, e sim gerar e infectar o Brasil, com mais políticos, mais mamatas, mais mordomias e suas emanações abjetas.

Pensar não custa nada e perguntar não ofende: Não seria a criação de Estados , junto com a imensa carga tributária brasileira,  uma aplicação real do tal “socialismo” vigente no Brasil, e nós nunca percebemos isso?

Imagine o custo do Estado de Roraima! O que o Estado produz será que dá para pagar seus representantes políticos? Talvez nem isso consigam.

Observem no quadro as intenções e as tentativas para que se criem novos Estados. Estados que nos é que vamos sustenta-los, com tudo o que a gente já sabe do que são capazes a classe política desde o Executivo, Legislativo e o Judiciário

Observe no mapa onde estão as incubadoras de políticos

Aos poucos entenderemos como funciona o Congresso Nacional. Estados como; Amazonas – Espírito Santo – Santa Catarina – Minas Gerais – Paraná – Rio Grande do Sul – Rio de Janeiro – São Paulo, jamais conseguirão modificar qualquer mamata para estes Estados que pouco produzem, mas que são sustentados por estes que produzem. A quantidade de deputados dos Estados carentes impedirão qualquer mudanças… Temos que pensar e debater!

Compartilhar com:

FacebookTwitterGoogleLinkedInRedditPinterest


Não se reprima... COMENTE