DOCUMENTÁRIO CULTURA JANDIARTE – primavera em Jandira

O documentário “Jandirarte” foi surpreendente.

Ao coletar e divulgar, artistas de Jandira, fácil foi entender o potencial criativo cultural que a cidade possui e que existe possibilidade de mudar-se, até mesmo o histórico político/social da cidade.

Demorou muito para que o poder público olhasse com atenção a Cultura local, mas, talvez a partir deste documentário, quem sabe, irá despertar na cachola de políticos a importância deste setor.

A qualidade dos artistas e os cuidados na produção do documentário, nos dá a esperança (não confundir com ilusão) que a cidade poderá criar uma personalidade, uma IDENTIDADE se o meio político e a sociedade jandirense tiver a sensibilidade de sentir a riqueza Cultural que foi apresentada no documentário.

Criar uma  identidade será a forma como Jandira poderá ser conhecida em outros lugares. É uma  possibilidade real de mudar a imagem de cidade que astualmente se faz lembrar devido a  violência  e reportagens sobre  corrupção.

São  rótulos , imagens e sons degradantes, a qual Jandira se fez noticiar e ficar conhecida no Brasil. Com a  riqueza Cultural local, um projeto sério poderá  mudar isso, através de  Pinturas, artesanatos, Filmes, peças teatrais, musicas e cantores. Na realidade,toda cidade organizada tem uma identidade: Campinas é o Vale do silício de São Paulo, Embu é das Artes – Osasco era a cidade da viola etc.

Jandira tem agora, todas as condições de gerar uma identidade. Por que não:  Jandira a cidade da Cultura?

Um dos presentes no evento Arnaldo Branco Filho, jornalista e escritor, irmão do Cássio Branco ex-vereador de Jandira – sentado na segunda fileira da foto,  ao comentar sobre a necessidade de Jandira ter uma identidade, destacou que o carinho de seus primeiros fundadores/moradores, já deram até o caminho para que isso seja possível, diz ele : Só o sentimento poético, que imaginou o  nome da cidade ,  vindo da língua Tupi guarani…  Jandira …  cujo significado é favo de mel , já dá para se iniciar um belíssimo trabalho cultural. (veja no final , outras curiosidades sobre o nome Jandira)

 

Enfim está ai uma ideia, uma possibilidade de identificar a cidade de forma mais doce.

Você, amado e já procurado eleitor, sabia que em Jandira a primavera chegava mais cedo do que em outras cidades?

Jandira = Favo de mel Históricos dão conta que por volta de 1920 ou algo assim, haviam apicultores (a maioria eram russos), que mantinham suas colmeias espalhadas pelo perímetro da cidade. O motivo era que, antes dos políticos destruírem  o meio ambiente da cidade , a Primavera chegava mais cedo em Jandira.

Com isso, a produção de mel, era maior pois as flores se abriam antes do inicio da primavera dos calendário. Tal fenômeno ocorria porque Jandira era rica em riachos, nascentes, lagos, e sua topografia (relevo) era composta de bacias, gerando as condições climáticas para o surgimento de primavera antecipada. A criação de abelhas em Jandira, diziam, dava uma produção de mel maior que em outros lugares.

A iniciativa do JandirArte do Marcos Torquato o poeta andarilho,  e sua equipe produziram um legado importante para a cultura da cidade. Se houver uma união com outras iniciativas Culturais atualmente em andamento, poderá ser o início de mudança da imagem cruenta da cidade. A Cultura da cidade, poderá ser um divisor, entre uma história sombria para uma cheia de arte, musica, alegria. quem sabe uma historia esplendorosa. Oxalá!

OUTRAS CURIOSIDADES SOBRE O NOME JANDIRA.

Em Jandira, havia centenas de nascentes, água limpa, cristalina. A vegetação nativa ainda intacta oferecia a matéria prima para a produção de mel

Jandira é um nome de origem tupi. Sua forma no tupi, Jandieira,

Jandira, significa literalmente “abelha de mel”, “melíflua”.

Jandir: Significa “abelha de mel”, “melíflua”; “homem agradável”, “homem cuja companhia é agradável”, “homem harmonioso”.

Jandir surge como variante masculina do nome indígena Jandira.

Melífluo significa “que flui como o mel”, o que carrega como sentido figurado tudo o que é agradável e harmonioso.

Nesse sentido, Jandir significa “homem agradável”, “homem cuja companhia é agradável”, “homem harmonioso”.

Trata-se de um bonito nome masculino, cuja beleza decorre especialmente do seu significado.

Além disso, o nome reflete valorização cultural, uma vez que os nomes indígenas são um símbolo da identidade nacional.

A falta de planejamento, aliado ao interesse econômico, não preservou quase nada. Nascentes, riachos, foram destruídas com aterros feitos sem nenhum critério técnico e sem considerar as riquezas reais que estavam sendo destruídas.

De acordo com o Censo Demográfico 2010 eram quase 10 mil os seus portadores, com frequência maior registrada na década de 60.

O estado onde a taxa de incidência desse nome é maior é o Rio Grande do Sul.

A versão feminina é mais popular, somando cerca de 56 mil registros e com maior incidência no Paraná.

Jandyr (com Y) é sua variante gráfica.

FONTE: https://www.dicionariodenomesproprios.com.br/jandir/

 

Compartilhar com:

FacebookTwitterGoogleLinkedInRedditPinterest


Não se reprima... COMENTE